Forno de fusão isotérmico 3 em 1 - Resistência Elétrica Fundida

Gostou? compartilhe!

A Termia Technology, de Joinville (SC), especializada em projetos e execuções de equipamentos térmicos, desenvolveu uma nova tecnologia para a fusão de alumínio secundário. foram dez anos de pesquisas com parceiros nos Estados Unidos, que resultaram no ITM - Isothermal Melting furnace.Trata-se de um forno fusor isotérmico 3 em 1, para fusão, desgaseificação e espera. Para tanto, ele é composto por cinco zonas interconectadas: bombeamento para recirculação, carregamento, fusão, tratamento do metal e espera. O processo todo é realizado em um ciclo fechado, de modo que o metal líquido circula em cada uma destas áreas. A carga sólida é adicionada continuamente, em qualquer forma (lingotes, retorno de fundidos, massalotes, canais, aparas ou sucata flutuante como cavaco). Enquanto isso, o calor para a fusão é fornecido por um banco de resistências de imersão direta, correspondendo exclusivamente à energia requerida pela taxa de carregamento dos materiais sólidos. Em seguida, o metal fundido é tratado, para a remoção do hidrogênio dissolvido e materiais não metálicos arrastados. A energia suplementar para a manutenção da temperatura do banho é fornecida por resistências embutidas nas paredes refratárias da seção de espera. O sistema de manutenção da temperatura é realizado por meio de resistências do tipo cartucho, dentro de tubos de alta transferência de calor. Segundo Claudio Goldbach, CEO da empresa, entre os diferenciais desta tecnologia destaca-se o fato do aquecimento ser feito por baixo do banho e pelas laterais. Assim, não há superaquecimento, o que se reverte em economia de energia. Estes equipamentos ainda contam com refratário de carbeto de silício metalofíbico, isolamento térmico microporoso e nenhuma conexão elétrica ou de gás às tampas. Os fornos ITM de fusão isotérmica estão disponíveis em dois modelos, para uma produção máxima de 363 kg/h e 2.268 kg/h. Do menor ao maior modelo, as características técnicas são as seguintes: capacidade de espera de 4.536 e 11.793 t/h, potência requerida de fusão de 135 e 842 kW, potência necessária de espera de 41 e 90 kW, impulsor para 305 e 508 mm, capacidade de recirculação de 102 e 363 t/h e poço de carga para 610 e 914mm. Fonte: http://www.arandanet.com.br/midiaonline/plastico_industrial/2015/setembro/index.php A itaquá Resistências oferece uma grande linha de resistências industriais como, Resistência Cartucho, Resistências TubularesResistência Coleira MicaResistência Coleira Cerâmica,Resistências industriaisResistência para TamborResistência Micro Tubulares.


Publicado em: 14/02/2017

Gostou? compartilhe!