Medição permite caracterizar compostos de madeira e plástico no estado fundido - Resistência Cartucho e Coleira

Gostou? compartilhe!

Ao longo da última década os mercados para os compostos de madeira e plástico desenvolveram-se rapidamente em função de suas vantagens em termos de processamento e aplicações em relação aos materiais clássicos como madeira e plástico. Os transformadores dos compostos de madeira e plástico se concentraram predominantemente na produção de plataformas (desks) feitas com esse material, que é usado como substituto para a madeira pré-tratada com preservativos e as espécies de madeira mais caras, porém mais resilientes, tais como o pau-brasil e a teca. Além disso, há uma ampla variedade de aplicações para os compostos de madeira e plástico na indústria automotiva e moveleira, bem como na construção civil. Produtos desse material são fabricados tanto por extrusão como por injeção. A fração de madeira neles contida varia, dependendo do método de processamento, entre 30 e aproximadamente 75%, em peso. A fração de madeira, como também os aditivos usados para melhorar a processabilidade e as propriedades do produto, exerce uma influência significativa sobre o comportamento de fluxo do composto de madeira e plástico no estado fundido. Investigações reológicas servem para caracterizar o comportamento de fluxo dos compostos de madeira e plástico no estado fundido. O objetivo de tais investigações constitui em estabelecer as premissas para estimar a pressão requerida para gerar um fluxo volumétrico através de um canal de alimentação com geometria constante. Há uma ampla variedade de reômetros que permite a medição das funções de viscosidade dos compostos de madeira e plástico fundidos. Contudo, por razões de custo e devido à simplicidade do procedimento de mensuração, o dispositivo para determinão do índice de fluxo do fundido ainda é o instrumento mais usado na indústria de processamento de plásticos para caracterizar o comportamento de fluxo do fundido usando apenas um único valor. Neste trabalho foram feitos testes sistemáticos em laboratório utilizando diferentes formulações de compostos de madeira e plástico, além de um grande número de formulações industriais desse material, para determinar até que grau as viscosidades calculadas a partir de medições do índice de fluxo do fundido apresentam correlação com os valores obtidos a partir da reometria capilar com matriz em forma de fenda.              Fonte: http://www.arandanet.com.br/midiaonline/plastico_industrial/2015/julho/destaque/index.htmlA itaquá Resistências oferece uma grande linha de resistências industriais como, Resistência Cartucho, Resistências TubularesResistência Coleira MicaResistência Coleira Cerâmica,Resistências industriaisResistência para TamborResistência Micro Tubulares.


Publicado em: 14/02/2017

Gostou? compartilhe!