Resistências elétricas Principais aplicações

Gostou? compartilhe!

Resistência elétrica é a capacidade de um corpo de suportar uma carga elétrica, mas elas podem ser usadas no cotidiano, aliás, elas são usadas e são mais simples do que parece. As resistências elétricas também são termos usados para denominar os aparelhos que servem para transformar energia elétrica em energia luminosa ou térmica. No caso, as resistências elétricas industriais, que podem ser utilizadas em aparelhos domésticos e em máquinas industriais. Por essa razão as resistências são tão comuns e importantes para diferentes setores da indústria.

Resistências usadas em casa

O tipo mais comum de resistência elétrica é a aplicada no chuveiro elétrico. Ela se opõe a passagem de elétrons e assim gera calor que armazenado pela água, o que a deixa quente para o banho. Esse tipo de resistência tem geralmente o formato anelado e é produzida com cobre ou outro material condutor de energia. Em muitos banheiros a resistência possui uma base de cerâmica que resiste ao calor. As resistências “queimam” quando a energia que passa por ela é superior a sua capacidade e é necessário trocá-la.

No caso do ferro elétrico a resistência elétrica funciona da mesma forma, entretanto, a resistência possui um formato diferente em alguns casos. A energia elétrica é transformada em energia térmica. Outros tipos semelhantes de resistências são usados em aparelhos chamados mergulhões, cuja aplicação serve para aquecer a água. A tensão gerada pela passagem de eletros também serve para aquecer o bastão que por sua vez aquece a água, muitas vezes até seu ponto de ebulição.

Outro tipo comum de resistências elétricas são usadas nas lâmpadas incandescentes, aquelas que possuem um filamento e geram uma luz de cor amarelada. Pouca gente sabe, mas somente 20% da energia é transformada em energia luminosa, o restante é energia térmica, por essa razão a lâmpada fica tão quente depois de um período acesa.

Resistências usadas na indústria

A maior parte das resistências elétricas possui uma aplicação na indústria principalmente para aquecer determinados materiais, como polietileno (plástico) que serão usados na produção de embalagens. As resistências industriais possuem uma gama de formatos e materiais, cada um mais indicado para determinado fim. São comuns materiais, como Aço, Cobre, Níquel, além de cimento e cerâmica para fazer o isolamento.

As resistências elétricas do tipo tubular são usadas no ramo da alimentação, em máquinas que aquecem o óleo para fritura. Esse tipo de resistência é produzido em Cobre ou Aço, sustentados por uma base de material isolante térmico. Outro tipo de resistência muito usada é a resistência tipo cartucho, sendo estas divididas entre de baixa carga e de alta carga. Usadas para diferentes aplicações, como fundição, molda ou prensas em diferentes materiais.

Ainda há resistências para degelo e para fundição de diferentes materiais. Essas resistências podem apresentar formatos tubular, circular ou em espiral, de acordo com a aplicação. Algumas delas precisam de conectores cerâmicos para serem usadas de forma adequada e ainda precisam ser manuseadas por profissionais especializados. Uma única resistência elétrica industrial pode ter um valor bem elevado em relação as resistências usadas em aparelhos eletrônicos de casa. O ideal é que essas resistências elétricas sejam bem condicionadas e manuseadas com cuidado.


Publicado em: 14/02/2017

Gostou? compartilhe!